quarta-feira, 11 de agosto de 2010


Talvez já não exista mais motivos, mas mesmo assim, continuamos a sorrir falso, a dizer que estamos bem, e que não precisamos de ajuda, mas na verdade o que mais queremos é um abraço, um abraço com afeto de verdade! Pessoas que se preocupam conosco, ou pelo menos fingem muito bem, não sei porque ainda tento ser feliz, ou gostar das pessoas ao meu redor, nada disso faz sentido, nada do que escrevo faz sentindo, talvez já não exista sentido nesse mundo, não haja sentido na vida.


Quero andar sem tropeçar
Mas caso eu desmaiar
Toma conta de mim, que "mim" vai precisar
O meu cansaço não me deixa mais pensar
Me deixa "nóis" pensar ♫ '

Nenhum comentário:

Postar um comentário